A arte de fazer curvas no kartismo: Parte 3

Nesta penúltima parte da nossa série de dicas, você irá aprender sobre os ajustes importantes da pilotagem em curvas, impulso e traçado e as irregularidades na pista.

V11 KartFoto Divulgação: V11Kart

Ajustando a Pilotagem em Curvas

Ser um excelente piloto de kart requer mais que ser capaz de pilotar mais rápido que os demais em uma curva. Exige ser o mais rápido que todos em toda a pista e posicionar seu kart de modo a melhorar suas chances de chegar e se manter na liderança. Isso frequentemente significa ajustar o seu traçado e forma de pilotagem em uma parte da pista, para melhorar seu desempenho em outra.

É muito raro que você não tenha que ajustar o seu traçado em uma curva, de forma a preparar-se para uma outra. A maioria das pistas de corrida tem combinação de curvas (“esses”) ou curvas onde a saída dela lhe coloca no lado errado da pista para a próxima curva. Um bom macete é chegar a ajustar o traçado da curva anterior à última curva que conduza a uma reta.

Por exemplo, a saída de uma curva à direita lhe joga para a extremidade esquerda da pista. Se esta curva à direita é logo seguida por uma curva à esquerda que conduz a uma reta, é melhor ajustar o seu traçado nessa primeira curva. Seria melhor sair dessa curva mais para o meio ou para o lado direito da pista, de forma que a aproveitar impulso existente na entrada para a curva à esquerda e lhe permitir a voltar a acelerar mais cedo. Em outras palavras, você perde um pouco de velocidade na primeira curva para maximizar sua velocidade na segunda curva e ao longo da reta.

Mas lembre-se que o traçado mais rápido ao redor de uma pista de corrida pode resultar em um tempo de volta rápido, mas você pode ser ultrapassado por todos os outros karts na pista. Por que? Porque o traçado rápido frequentemente dá aos seus competidores muito espaço para fazer uma ultrapassagem. Isso significa que o traçado mais rápido
pode não ser o melhor traçado de corrida. Falaremos mais sobre isto em outra ocasião, mas certamente seu traçado de corrida é um caso típico de ajuste da linha ideal.

Impulso e o Traçado

Você precisa entender algo mais sobre o traçado em uma pista: o traçado perfeito para um kart e piloto pode não ser o traçado perfeito para outro. Há diferenças significativas nos traçados para diferentes tipos de karts. Como regra geral, qualquer coisa você fizer para manter a velocidade de seu kart e o impulso obtido é positivo. Se isso significar um traçado de curva que resulte percorrer uma distância mais longa, frequentemente essa é a forma adequada de pilotagem. Lembre-se sempre: manter o impulso é o mais importante.

Apesar do que foi dito acima, o impulso é menos importante em alguns karts que em outros. Por exemplo, o impulso não tão crítico em um kart com câmbio, pela simples razão de que você pode trocar para uma marcha mais baixa para manter o motor na rotação ideal para a aceleração de saída de curva. Obviamente, você não pode fazer isso com um kart de tração direta. Toda vez você reduz a velocidade de um kart de tração
direta, requer muito esforço para conseguir velocidade novamente. Por isso, se você puder manter um raio maior ao longo da curva, que lhe permita manter a velocidade do kart, você estará mais rápido na saída da curva – mesmo que você tenha que pilotar uma maior distância para conseguir isto.

Em um kart com câmbio, você pode usar mais um estilo mais agressivo de pilotagem, onde você aponta o kart para a curva, reduz a velocidade enquanto diminui para a marcha correta, vira para o ápice e bota pressão no acelerador para sair da curva. Faça isso em um kart de tração direta e o motor engasgará, uma vez que não vai estar na rotação ideal, mandando para o espaço sua velocidade na curva.

Irregularidades na Superfície da Pista

Irregularidades na superfície da pista são fatores que também entram em jogo na busca do traçado ideal. Verifique se cada curva tem alterações de altura, buracos, depressões, ondulações ou quaisquer outras irregularidades na superfície da pista. A regra geral é a seguinte: na maioria das vezes é melhor pilotar onde a pista oferece mais aderência ou tração, que pilotar no traçado ideal. Em outras palavras, se você tiver que passar sobre algumas grandes ondulações ou partes escorregadias da pista para seguir o traçado
ideal, provavelmente é melhor pilotar por fora dessas irregularidades de superfície.

Tração deve ser sua principal preocupação. Sempre pilote na parte da pista que lhe ofereça a melhor tração. Isso frequentemente significa ajustar o traçado ideal para um caminho mais liso e aderente em uma curva. O mesmo se aplica a qualquer ondulação em uma curva. Se a curva tem ondulações na sua entrada ficando liso logo após, você
provavelmente poderá fazer a tomada de curva mais cedo e para então permitir o kart seguir um caminho mais reto na parte menos ondulada da pista. Mais uma vez, o objetivo está em usar a superfície da pista em seu benefício.

Estamos quase no final desta série de dicas, e esperamos de verdade, que você esteja gostando. Fique a vontade para deixar seu comentário ou dúvida que será um prazer para nós conversar com você. Conta pra gente se estas postagens foram interessantes, e se gostaria de ler mais conteúdo como este. Lembrando que aquela curtida ajuda na divulgação dos nossos canais. Obrigado por estar conosco!

Publicado originalmente em FREEKARTING – DF.

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s