Alonso diz que teve 6 ofertas da Red Bull e exige desculpas

Espanhol insiste que foi procurado por várias vezes pela equipe austríaca e quer pedido de desculpas; Horner garante que não houve proposta alguma nos tempos recentes

Fernando Alonso deu mais detalhes das ofertas que alega ter recebido da Red Bull e espera que o chefe da equipe austríaca, Christian Horner, se desculpe publicamente por criticá-lo e sugerir que o espanhol seja uma pessoa difícil de trabalhar.

Alonso, que deixará a F1 ao fim de 2018, afirmou que teve duas ofertas da Red Bull em 2018, incluindo uma neste mês, para substituir Daniel Ricciardo.

A equipe, porém, nega que isso tenha acontecido.

fernando-alonso-mclaren-1Foto Divulgação

Alonso expressou sua frustração quanto às críticas e alegou que recebeu seis ofertas da Red Bull.

“Tive algumas ofertas da Red Bull”, disse Alonso à emissora Sky F1. “Na verdade, tive uma em 2007, em 2009, em 2011, 2013 e duas neste ano: uma em Mônaco, uma em agosto.”

“Estou muito feliz por você ter me feito essa pergunta, porque os comentários de Christian Horner e do Sr. [Helmut] Marko estão completamente fora de contexto. Foi surpresa [ouvir] os comentários de que sou um criador do caos, difícil de trabalhar.”

“Primeiro: eles nunca trabalharam comigo. Segundo: eles estão me perseguindo por cinco ou seis ocasiões nos últimos sete anos, e agora eles dizem que são leais ao seu programa e ao comprometimento com seus pilotos júnior.”

“Isso tem sido estranho, tem sido injusto comigo. Escrevi a Christian depois de seus comentários e ele pediu desculpas por e-mail. Espero que ele se desculpe novamente neste fim de semana.”

Horner, também à Sky F1, insistiu que sua versão representa os reais acontecimentos da história.

“Não tenho certeza, talvez Franz [Tost, chefe da Toro Rosso] tenha feito a ele uma oferta. Não houve ofertas da Red Bull neste ano.”

“Fernando Alonso é um ótimo piloto, um dos melhores pilotos que há por aí. Mas ele simplesmente não se encaixa no perfil de nossa equipe, no investimento que temos na juventude, em um programa júnior como a Toro Rosso. Acho que é triste que ele saia da F1.”

“Mas certamente não houve oferta alguma na mesa por parte da Red Bull Racing.”

“Tive algumas conversas com Flavio [Briatore], que obviamente estava procurando por aí. Houve uma sondagem da FOM [Formula One Management, empresa do grupo Liberty Media] imediatamente após o anúncio de Daniel.”

“Mas a situação sempre ficou muito clara que Fernando não se encaixa com nosso pensamento e nosso futuro, então nunca houve oferta alguma. Não sei exatamente por que Fernando escolheu dizer isso, mas não sei de quem ele recebeu a oferta.”

Créditos: MotorSport

Disponivel em: br.motorsport.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s